Éme (PRT)

Éme (PRT) – Lisa

[Verso 1]
Falar de morte
Só depois de morto
E não falar demais

Julguei-te forte
Mas eu dei pó torto
São tantas noites no cais

Lisa sem norte
Vai ficar no Porto
Há que ver bem os sinais

P’alguém do meu porte ou
P’alguém mais torto
Não dá pa tantos sais

[Refrão]
Viver na Lisa não dá
Não dá, não
Tá tudo em kiza
E não há um pé no chão

Se ela precisa ou não
De um empurrão
Quem tá na Lisa não dá
Quem tá na Lisa não

Viver aqui não dá…

[Verso 2]
Lá vem ela
A da voz bonita
E do cabelo ao vento

Fazer de vela
Quando ela incita, eu
Eu juro que tento

Se ela é a Cinderella
Se é a irmã esquisita
A resposta vem com o vento

Põe a fivela
E ela já não grita
Que a mordaça dá-lhe o tento

[Refrão]
Viver na Lisa não dá
Não dá, não
Tá tudo em kiza
E não há um pé no chão

Se ela precisa ou não
De um empurrão
Quem tá na Lisa não dá
Quem tá na Lisa não

Viver na Lisa não dá
Não dá, não
Tá tudo em kiza
E não há um pé no chão

Se ela precisa ou não
De um empurrão
Quem tá na Lisa não dá
Quem tá na Lisa não

Viver aqui não dá…

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Back to top button